R$50,00

Preço individual de uma cota.
disponíveis 100 cotas para 41,7% das receitas de streaming e direitos conexos*

Assim como o pé de tamarindo, o ijexá foi trazido da África. Matriz. Tanto a árvore quanto o ritmo musical encontraram no nordeste brasileiro solo fértil pra florescer, frutificar e se espalhar por todo Brasil.

“Tamarindeiro” é melodia ácida. Fruto cítrico de sabor marcante. Notas que dançam livremente ao vento como folhas que brotam de caule harmônico robusto. Sua base rítmica é o ijexá. Raiz. Fundação segura que alimenta, equilibra e sustenta, mas não aprisiona.

 

 

 

 

 

Disponível até 06/12/2019

Fora de estoque

Categorias: ,

Descrição

Caetano Ribeiro é guitarrista, violonista e compositor nascido em Ribeirão Preto – SP, radicado em São Paulo desde sua graduação em música pela Unicamp. Nos tempos de universidade formou o Casa7, grupo que há 10 anos desenvolve um trabalho de canção autoral e tem 2 CDs lançados – Casa7 (2012) e Caminho do Meio (2017) – que contam com participações de Izabel Padovani, Lívia Nestrovski, Marcus Teixeira, Lê Coelho, Luiz Tatit e Ceumar. No âmbito da música instrumental, integra o sexteto do contrabaixista Daniel Coelho (com quem gravou o disco Morada, de 2018) e lidera seu próprio quinteto, tendo lançado o CD de estreia Core também em 2018.

CORE é o primeiro trabalho de Caetano Ribeiro como bandleader. O álbum integra o seleto grupo de lançamentos do selo de música instrumental Blaxtream. O título do CD significa, em diversos idiomas, núcleo, cerne, âmago, coração. Uma referência à sincronicidade de registrar sua música, muito inspirada nos tempos de infância e adolescência, justamente em sua terra natal, Ribeirão Preto, base do selo Blaxtream, e onde ele já não reside desde 2004.

Ao longo das oito faixas do disco, todas composições do guitarrista, o ouvinte é convidado a passear pelo [inexistentes] limites entre jazz, música brasileira, rock e pop. Os arranjos são arquitetados para valorizar as melodias, sempre apresentando algum elemento novo, que capture e preserve a atenção do apreciador. Caetano alterna entre o elétrico da guitarra e seus efeitos e o acústico dos violões de nylon e de aço, acompanhado de um time de destacados músicos: Guilherme Ribeiro (piano), Raphael Ferreira (saxofone), Daniel Coelho (contrabaixo acústico) e Fernando Amaro (bateria). O grupo demonstra muita elegância ao transitar entre a suavidade e a alta intensidade, e notável entrosamento nos amplos espaços para improvisação.

Em Core, é perceptível a fusão de referências nacionais (Tom Jobim, Toninho Horta e Milton Nascimento) com influências internacionais (Pat Metheny, Keith Jarret, Brian Blande & The Fellowship Band e Kurt Rosenwinkel), resultando num mosaico único e original de climas e paisagens sonoras.
Shows de kançamento já foram realizados no SESC Ribeirão Preto e em São Paulo, no Jazz nos Fundos. Durante o mês de Outubro de 2019, Caetano leva CORE à Europa, com concertos em Lisboa (Espaço Espelho D’Água e Navegadoors), Lyon (Hot Club Jazz Lyon), Colônia (Loft) e Paris (Sofar Sounds).

Pelo seu trabalho em Core, Caetano Ribeiro foi selecionado entre os Melhores Instrumentistas de 2018 pelo PRÊMIO Melhores da Música Brasileira, do site Embrulhador.

Escute mais de Caetano Ribeiro: https://www.youtube.com/watch?v=EsxMHd2yIls

 

 

 

 

Assista ao vídeo: https://www.instagram.com/p/B3vMfl6nqJd/?igshid=hkkqy8vp2vm5

 

* O Artista oferece uma ideia de música – ou música pronta – a TuneTraders; O Artista escolhe quantas cotas de R$50 vale a música oferecida; TuneTraders cotiza os 41,7% das receitas de streaming e direitos conexos de produtor fonográfico (que é quem produz a música), para oferecer a fãs investidores do Artista na música oferecida; Quando informado, a gravadora – ou o próprio Artista – escolhe por deter parte desses 41,7% de produtor fonográfico, sendo cotizada então a porcentagem restante dos 41,7%; Ao longo de 14 dias, os fãs investidores compram quantas cotas disponibilizadas ele deseja da música e recebem um número de royalty para cada cota; TuneTraders repassa então o valor levantado ao Artista – descontados 10% do valor levantado para TuneTraders; O Artista tem então 120 dias para produzir e distribuir a música nas plataformas digitais, além de comunicar TuneTraders e os fãs investidores; TuneTraders controla a distribuição digital e as receitas digitais advindas de execuções digitais; TuneTraders entrega relatórios online com os royalties coletados e divididos para cada fã investidor, de acordo com sua cota; O fã investidor receberá sua receita trimestralmente, na conta informada, após cada US$100 coletado; O fã investidor pode, a qualquer momento, após o recebimento do número do seu royalty, oferta-lo na própria plataforma ao seu critério de valor, podendo TuneTraders aceitar ou não a oferta; Caso TuneTraders escolha por tal, os fãs investidores serão cadastrados na Associação de música de sua escolha e receberão seus royalties exclusivamente por esse caminho.

Você também pode gostar de…