fbpx
  • Em parceria com a Universal Publishing, o videoclipe da regravação de “Chega”, do Ivan Lins, será lançado dia 31/10/22 e só poderá ser visto nos próximos meses na plataforma TuneTraders. Serão apenas 1000 ingressos NFT vendidos a R$35 e darão direito a uma única visualização dentro de 24 horas. O ingresso então fica inválido para esse primeiro comprador mas pode ser vendido em seguida para um novo interessado. Saiba mais.

    Atenção:
    Caso tenha dúvidas no seu checkout, fale conosco em [email protected] ou discord.gg/E9cBaPy3
    Para evitar problemas na aprovação do seu pagamento, utilize um cartão em sua titularidade e preencha os dados do cadastro em nosso site com as mesmas informações contidas nele.

  • Duração da Campanha: Projeto concluído. Dizem que quando a gente inventa outras personas para nós mesmos, estamos deixando nosso inconsciente tomar posse do nosso eu mais carnal. Talvez isso explique a magnitude sonora e artística de FogoFera, novo projeto dos veteranos e consagrados Tiê e Adriano Cintra. Mais.

    Atenção:
    Caso tenha dúvidas no seu checkout, fale conosco em contat[email protected] ou discord.gg/NkrKv2T4
    Para evitar problemas na aprovação do seu pagamento, utilize um cartão em sua titularidade e preencha os dados do cadastro em nosso site com as mesmas informações contidas nele.

  • Duração da Campanha: Projeto concluído. Mauren McGee, nascida no Rio de Janeiro e criada no mundo, filha de um americano com uma uruguaia, desde cedo apresentava fortes conexões com a arte, passando por Seattle, Brasília, NYC, Galicia e Los Angeles e atualmente reside em São Paulo. Mais.

    Atenção:
    Caso tenha dúvidas no seu checkout, fale conosco em [email protected] ou discord.gg/NkrKv2T4
    Para evitar problemas na aprovação do seu pagamento, utilize um cartão em sua titularidade e preencha os dados do cadastro em nosso site com as mesmas informações contidas nele.

  • Ouça com exclusividade ao disco Alto Mar da Bruna Moraes até dia 9/11/22. Você pode ouvir por R$5,00 e depois revender esse direito para outro interessado pelo preço que desejar. Limitado a 20 tokens.

    Atenção:
    Caso tenha dúvidas no seu checkout, fale conosco em [email protected] ou em nosso discord.
     

  • Projeto concluído.
    Disponíveis 1360 cotas para 80% do resultado líquido das receitas advindas da distribuição digital da obra
    “O Tempo Não Espera” é um reggaeton que compus durante a pandemia, uma reflexão sobre este tempo de dor e incerteza em que estamos mergulhados, e da necessidade de, de certo modo, “reconstruir o mundo”, o de fora e o de dentro. Apesar do texto reflexivo, a música é um convite à dança, à alegria e à esperança por dias melhores. “Vamos dançar sobre as cinzas e os escombros deste mundo”.
    Atenção:
    Para evitar problemas na aprovação do seu pagamento, utilize um cartão em sua titularidade e preencha os dados de cadastro com as mesmas informações contidas nele.

  • MC, Apresentador da Batalha Parque Dos MC's, Beatmaker e Produtor Musical do selo 14 Beats Rec. Esses são algumas caraterísticas de Pazqim.   "Comecei na cena Hip hop em 2011, frequentando a Batalha do Santa Cruz e a Batalha do Cash. Em 2013 fundei o grupo Sujos Clã que está em atividade até hoje, e a extinta gravadora Transtorno Records. Em 2014 fiz um curso intensivo de produção musical na Trackers e lancei meu primeiro disco:"Entre Ratos e Baratas", junto com o grupo Sujos Clã. Em 2015 fundei o coletivo Latam Esquad, que reuniu rappers do Brasil, Bolívia e Peru, e fomos contemplados pelo projeto VAI, no mesmo ano, com o projeto "Kantupac", que se tratava de eventos de Hip Hop em feiras latinas no Brás e na Armênia em São Paulo. Em 2016 e 2017, o grupo Sujos Clã se apresentou no mês do hip-hop de São Paulo. Em 2017 fundei a produtora musical 14 Beats, que no mesmo ano estreiou com a coletânea "Sinapse", que reuniu vários MC's de batalhas de SP. Em 2018 fiz um curso de Mixagem e Masterização com Adura na E-djs e lancei meu primeiro", disse Pazqim.

  • Li muitos versos versados tentando apurar a veracidade dos fatos enquanto eu pensava se eu sabia versar, E foi versando que me vi vivendo uma vida volátil, eu era pura sincronia como a terra, a água e o ar. Entre disco, caixa e risco, quis me solidificar, só que somente vivendo estive em outro patamar... Nunca quis ser do mais rico, dinheiro só me fez doente, eu prefiria não ser visto e ter uma vida mais decente. Por isso, escrevi certo por linhas tortas, eu sei, o mundo dá muitas voltas, e amo correr o risco. Se um dia eu chegar lá, nunca me tirem o foco, pois a cada nota que toco, é uma história pra contar.          
    Disponível até 30/09/2020

  • A cantora e compositora Andreia Dacal e sua música fazem uma ponte entre o Brasil a Jamaica e a cultura urbana. Une o reggae, ragga, dub, rap e mpb com livres experimentalismos. Essa é a fórmula da cantora e poetisa, que também já foi skatista, geógrafa e jornalista cultural. Andreia atuou em inúmeras frentes de trabalho para a disseminação da produção musical underground na sua cidade natal. Nascida em Niterói, iniciou sua carreira artística em 1996, de lá pra cá amadureceu a expressão de sua arte participando de inúmeros projetos com banda, solo em versao acústica voz e violão, remontando o inicio de sua jornada musical, ou em performances explosivas acompanhada de DJ e importantes expoentes de cultura Sound System; Com isso conquistou cada vez mais versatilidade e espontaneidade ao formato de sua apresentação, adaptando-se para grandes e pequenos formatos e espaços.

  • Victor Fit é um dos rapper's cariocas mais versáteis que a cidade maravilhosa conhece. Daqueles que não trabalham só um estilo musical, cantando de MPB a TRAP a identidade de Victor Fit está em não ter uma única identidade. Fazendo disso, sua originalidade principal. O morador de São Gonçalo promete bagunçar a cena com seu primeiro EP, que nomeado como:

    "EP 1- O MENINO QUE ROUBAVA FLOWS"

    O trabalho conta com participações de grandes nomes da cena atual do Rap Nacional e deve ser lançado em 2021. Mestre de Cerimônias sempre que possível, ator e diretor musical nas horas vagas e compositor por natureza, Victor Fit corre pelo Hip-Hop integrando a cultura de rua desde 2012.

    Além de ser um dos criadores da Batalha do Trevo (2012) também é Mestre de Cerimônia da renomada e gigante Batalha do Tanque desde 2015. Integrante do grupo A FIRMA em 2016 sacudiu a cena com Hit's como "TheFakeCypher" e "Deixa eu te levar".

  • Preço individual de uma cota.
    disponíveis 100 cotas para 41,7% das receitas de streaming e direitos conexos*
    “Leveza” é reflexão sobre a força que habita em buscar se viver uma vida leve. A canção começou a nascer quando o produtor musical e compositor Peter Mesquita compartilhou com a cantora e compositora Joice Terra o arranjo de uma música que estava produzindo de uma artista norueguesa. A produção inspirou e levou Joice para outro lugar, nascendo assim a melodia e a letra do refrão de Leveza, que foi criada parte à distância com Peter em São Paulo e a cantora em Campo Grande e finalizada quando os artistas se encontraram no Mato Grosso do Sul. Trazendo reflexões sobre os caminhos diferentes que podemos seguir, as certezas e incertezas da vida e a busca de se encontrar para encontrar o outro, “Leveza” é um convite para a paz, mesmo em uma sociedade de tanta ansiedade.          
    Disponível até 12/03/2020

  • Preço individual de uma cota.
    disponíveis 100 cotas para 41,7% das receitas de streaming e direitos conexos*
    A inspiração dessa música surgiu através de uma paixão platônica, quando fiquei meses apaixonado por uma pessoa, mas não conseguia nem cruzar os olhos com ela. Apesar de ter sido inspirada nesse episódio específico, ela representa um incentivo a si mesmo pra quebrar barreiras e ir atrás daquilo que sonha, deseja.         
    Vendas encerradas em 02/11/2019